O que vem a seguir no “novo normal” da tecnologia?

Independentemente de sua área de atuação ou do quanto você se mantém informado, certamente já ouviu a expressão “novo normal” em algum momento durante a pandemia de covid-19. Utilizado como mantra por uns, desacreditado por outros, esse conceito traz consigo um fato inquestionável: a existência de novos hábitos na sociedade, que acabam impactando a forma como as empresas se estruturam e produzem. Dessa forma, é preciso estar atento às tendências que devem surgir e se consolidar durante o avanço do novo coronavírus e, principalmente, após a normalização da doença. Organizações que melhor se adaptarem a elas sairão na frente de seus concorrentes na busca por melhores resultados. Confira cinco mudanças que devem ocorrer em relação às tecnologias corporativas:

1 – Integração necessária de sistemas e dados 

O que a pandemia mostrou é que não adianta ter as melhores soluções tecnológicas se elas não conseguem conversar entre si e, pior, não entregam inteligência aos processos das empresas. Os melhores resultados foram obtidos por companhias que conseguiam ter as informações circulando entre seus departamentos de forma fluida e ágil. Assim, as plataformas de integração, que já eram importantes antes da doença, reforçam seu papel estratégico de auxiliar na tomada de decisão do negócio. 

2 – Transformação e aceleração digital 

Considerada como algo futurístico por muitos empresários, a transformação digital precisou acontecer às pressas nas organizações que não se prepararam para a constante digitalização. Evidentemente, elas sofreram para se adaptarem à nova realidade, perdendo desempenho e rentabilidade no processo. Agora, estão todas em um caminho sem volta de automatização, iniciando o próximo passo, que é justamente a aceleração digital necessária para catapultar novos negócios. 

3 – Eficiência operacional: fazer mais, com menos 

A frase sempre foi o desejo da grande maioria dos empresários brasileiros: aumentar a eficiência com redução de custos é sinônimo de rentabilidade. Contudo, mais do que um sonho ou objetivo a ser alcançado, torna-se importante iniciativa estratégica para garantir o desenvolvimento da organização no futuro. Não se trata mais de querer fazer mais com menos, mas sim de precisar alcançar isso para se manter competitivo. As soluções tecnológicas e a transformação digital são pilares fundamentais nisso. 

4 – Aproximação com o cliente 

Sabe aquela ideia de oferecer uma solução ao mercado para diferentes clientes? Então, já era algo considerado obsoleto no mercado e, diante destes novos hábitos, passa a ser totalmente suplantado. Agora, a recomendação é trabalhar próximo ao cliente. Não apenas para saber suas preferências e necessidades, mas para envolvê-lo no desenvolvimento dos produtos e serviços, garantindo uma experiência personalizada que atenda realmente ao seu perfil. 

5 – Evolução inteligente e contínua 

Uma das características do “novo normal” é a mutabilidade, isto é, a capacidade de se modificar e se transformar incessantemente.

Dessa forma, empresas e profissionais de TI precisam ficar atualizados com as tendências e soluções que surgem e identificar como evoluir sem afetar a produtividade do negócio. Em suma: é preciso evoluir com inteligência, identificando inovações que realmente agregam aos processos da organização e contar com o apoio de parceiros especializados que possam auxiliar nesse procedimento, garantindo a máxima eficácia para um futuro ainda incerto.